Acidentes com minas no centro de Angola já provocaram sete mortos e um ferido este ano

 

Kuito – Os acidentes com minas deixadas no terreno pela guerra já provocaram este ano sete mortos e um ferido na província angolana do Bié, centro de Angola, informaram hoje as autoridades locais.

Os dados foram divulgados pelo vice-governador da província do Bié, Andrade Adolfo, durante a sessão de abertura de um seminário de capacitação sobre a “Ação Contra as Minas e Outros Explosivos”.

Segundo o governante, desde janeiro foram registados seis acidentes, dos quais dois com minas anti-tanque e quatro com outros tipos de minas, que ocorreram no troço rodoviário Kuito-Kunhinga e num campo na comuna do Kunje, município do Kuito.

Andrade Adolfo disse que os restantes acidentes envolveram sobretudo crianças, que brincavam com os engenhos explosivos.

Os acidentes com minas em Angola, apesar da sua diminuição desde o fim da guerra em 2002, continuam a fazer vítimas. Angola chegou a ocupar lugares cimeiros na lista de países mais minados do mundo, resultado de mais de três décadas de conflito armado, com vários intervenientes das guerras colonial e civil.

Na semana passada, quatro pessoas morreram no município da Matala, província da Huíla, em consequência da explosão de uma mina anti-pessoal.

Em 2011, a deflagração de minas matou 34 pessoas e feriu 43 em Angola e nesse mesmo período foram detetadas, neutralizadas, removidas e destruídas cerca de 440.000 minas anti-pessoal e 24.000 minas anti-tanque, segundo dados da Comissão Executiva de Desminagem.

Lusa

//

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s