Pastor Enoque Gomes, encoraja jovens a valorizar mais Independência Nacional

Luanda – O pastor Enoque Gomes, Vice-presidente da Igreja Assembleia de Deus Pentecostal do Maculusso, encorajou quarta-feira, os jovens no sentido de valorizarem mais a Independência Nacional, como feito de grande valia para todos angolanos.

Reverendo Enoque Gomes apela juventude Foto Kapitololo

De acordo com o também vice-presidente da Aliança Evangélica, muitos jovens com idade inferior a 30 não valorizam a independência e fazem comparações absurdas do nível de desenvolvimento de países da Europa ou América.
“Não podemos comparar Angola com países que alcançaram a sua independência nacional a mais de 800 anos, mas sim devemos ter a esperança de que, daqui a igual período de tempo, o nosso país também poderá ser igual ou superior a outros da Europa ou América”, disse.
Enoque Gomes lamentou a entrada aleatória e a permissibilidade do governo em reconhecer algumas igrejas com fins inconfessos, na altura da independência, algumas das quais desrespeitadoras do próprio país, preocupando-se as mesmas apenas com fins financeiros e a fama, enganando os pacatos cidadãos, fazendo desacreditar o real papel das igrejas sérias.

Para o religioso é imprescindível que o governo institua um órgão com pessoas bem formadas em teologia, que consigam discutir princípios religiosos para em princípio aferirem a veracidade da formação dos requerente e que sejam eles a analisar se podem ou não serem reconhecidas.
Alguns angolanos, prosseguiu, gostam de imitar e as vezes mal. “É lamentável que alguns cidadãos intitulados de crentes ou religiosos renegam a sua própria identidade, assumindo por exemplo o sotaque estrangeiro. Então que valores podem estes supostos crentes passar à sociedade?”, deplorou.

O religioso apontou a formação superior de vários pastores da Igreja Assembleia de Deus Pentecostal e o aumento de fiéis nessa congregação como factos resultantes da Independência Nacional.

Segundo o pastor, quando os missionários portugueses regressaram para o seu país, por causa da Independência, não deixaram naquela altura, um único homem formado em teologia, tendo ficado apenas 12 jovens, em 1975, que apenas oravam no sentido de poderem ter pastores o quanto antes.

Porém, disse, quase 40 anos depois, o clero já tem aproximadamente dois mil pastores, entre anciãos, evangelistas e diáconos, assim como mais de dois mil ministros, tendo também a nível da Assembleia de Deus, o nível básico de teologia, médio e a Faculdade Teológica da Assembleia de Deus (FATAD).

“Temos por isso homens muito bem preparados, admirados inclusive por estrangeiros quando vêm à Angola, tudo isso por causa da nossa Independência e por outra, nos sentimos orgulhosos porque no passado, me lembro, na instrução primária, éramos obrigados a falar como portugueses, mas hoje já não”, frisou.

Outro benefício dos 40 anos da Independência apontado por Enoque Gomes é o Instituto Bíblico, dividido em níveis médio, puniv e superior, construído por 14 americanos, bem assim como a representação da Igreja Pentecostal em todos os municípios e em todos os bairros.

Por exemplo, disse, em Luanda existem 15 sedes, também conhecidas como Ministérios, das quais uma nacional, situada em Cacuaco, nas imediações da praça do Quicolo.

Segundo o pastor, em cada província, há um presbítero provincial, que representa todas sedes locais e que, pelo elevado número de fiéis, não se tem o número exato de membros, afirmando apenas que o último senso dos membros foi a mais de 15 anos em que havia dois milhões, duzentos e 82 membros. “Anualmente batizamos apenas no Maculusso, três mil crentes por cada ano”, disse.
O ancião aconselha as famílias a aderirem a religião, mas religiões de facto, onde possam buscar a paz de espírito e os conselhos necessários para uma família.

Fez igualmente saber que o número de pastores a nível do país ainda não é satisfatório e por isso a igreja Assembleia de Deus tem os olhos direcionados para a juventude, porque vê-se que esta tem se interessado menos pela formação teológica, tendo como preferência a medicina, economia entre outros, e o mundo precisa também de pastores para a mudança de mentalidades.

Entretanto, reconhece que actualmente tem havido já um grande fluxo de fiéis a procura da palavra do Senhor.

Fonte: http://www.portalangop.co.ao/angola/pt_pt/noticias/sociedade/2015/9/44/Pastor-encoraja-jovens-valorizar-mais-Independencia-Nacional,60b9c66c-0cc1-455c-98db-21527cff1469.html

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s