DO MUNDO PARA O MUNDO

Meu maior receio para com a igreja da actualidade é que ela esteja mais empenhada em ganhar notoriedade que ganhar homens para Cristo. E, nesta correria pela busca da fama e reconhecimento humano, homens que foram consagrados para a proclamação do evangelho de Cristo, usam do titulo ministerial para autopromoção negligenciando o ensino da verdade aos fieis entregues aos seus cuidados.

Se como pastor, apostolo ou profeta eu sou mais conhecido e querido que Jesus o salvador então alguma coisa esta errada com o evangelho que proclamo aos que me ouvem. O meu ensino sobre e de Cristo deve criar em mim a consciência de que sou um dos muitos fies que compõe a congregação e a congregação sentir-se como o pastor que tem de sair em busca das ovelhas perdidas por quem Cristo morreu.

A “igreja” não deve ficar fechada em si mesma, se banqueteando entre quatro paredes e incapaz de ouvir o clamor do mundo que anda cambaleando em sua embriagues, em pestes, em corrupção, no desamor, no materialismo e no humanismo que caracterizam bem a necessidade premente da voz que clama no deserto e indica aos seres humanos o caminha a trilhar, o bálsamo para suas mazelas, e o colírio para sua hipermetropia.

Que o Senhor encontre entre nós quem se entre para o mundo em seu favor.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s